Política

Exposição coletiva da 34ª Bienal de São Paulo é adiada

0


A Fundação Bienal informou que a abertura da exposição coletiva da 34ª Bienal de São Paulo foi adiada para o dia 3 de outubro, em razão da pandemia do novo coronavírus. A data inicialmente prevista era 5 de setembro.

Com a mudança no calendário, o período de visitações ao espaço foi ampliado em uma semana e será encerrado no dia 13 de dezembro. O evento, iniciado em 8 de fevereiro, tem como tema Faz escuro mas eu canto, em referência a versos do poeta amazonense Thiago de Mello, e é realizado no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera.

Em nota à imprensa, a fundação também comunicou que as performances de autoria de León Ferrari e Hélio Oiticica e as exposições de Clara Ianni e Deana Lawson, previstas para o período entre abril e agosto, serão incorporadas à mostra coletiva, sem apresentação individual. A obra do artista fluminense será apresentada pela primeira vez ao público.

Chamada de A Ronda da Morte, a performance de Hélio Oiticica consiste em um ambiente com ares circenses, cercado por cavalos em movimento e no qual pessoas dançam. Conforme explicou à Agência Brasil o curador-geral desta edição da Bienal, Jacopo Crivelli Visconti, Oiticica concebeu-a como um testemunho do que observava no Brasil, no período da redemocratização, após viver no exterior, durante o período militar.

Na mensagem dirigida aos jornalistas, a diretoria da fundação e a curadoria da Bienal asseguram estar mantendo diálogo com as instituições parceiras desta edição da mostra, a fim de manter as atividades programadas em conjunto com esses espaços.

“A arte, com sua capacidade de estabelecer conexões e emocionar, é, agora, mais necessária do que nunca. As equipes da Bienal estão trabalhando (remotamente) para que a instituição contribua de alguma forma, no seu âmbito de atuação, durante este momento difícil”, diz a nota, que também destaca que os conteúdos do evento serão compartilhados no site da instituição, em suas redes sociais e por meio de newsletters.

 

 



Site do Autor

Crivella diz que não há indicação para aumentar restrições no Rio

Previous article

Universidades criam aplicativos para ajudar no combate ao coronavírus

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Política